Nossa Jornada

Andromeda-Galaxy – https://livewallpaper.info/

Está bem dentro de nosso poder destruir nossa civilização e talvez a nossa espécie também” Carl Sagan

5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. Hoje é mais um dia, mas pode ser também o dia de refletirmos sobre todos os dias de nossas vidas até aqui, minha e sua. Podemos fazer uma projeção para um futuro qualquer, somente baseada nas nossas atitudes diárias, e colocar na balança o que realmente importa: que salvemos o planeta! Sim, nós somos nossos próprios heróis. Só nós podemos e temos a capacidade de reverter e brecar tantos problemas ambientais que todos estamos causando. Quem faz as escolhas sobre o que consumimos, e como consumimos, somos nós. A prioridade das coisas, quem determina, somos nós: eu e você.

Por isso, refletindo sobre passado, presente e futuro, e qual jornada eu quero trilhar junto aos meus filhos e (possíveis) netos, resgatei um momento da minha infância. Lembro-me que eu, por volta dos 11, 12 anos – na década de 80 – chegava em casa correndo da missa de domingo e ligava a Globo para assistir ao programa “Cosmos”, apresentado por Carl Sagan. Este, sem dúvida, era o melhor momento do meu dia (ainda melhor que “Os Trapalhões”)!

Desde cedo me encantava mais com as perguntas da ciência do que com as respostas dos religiosos, e hoje só consigo enxergar um caminho pavimentado por ideias científicas e soluções para o meio ambiente, que conectem nossas mentes e inspirem atitudes positivas para o nosso planeta.

Hoje, no Dia Mundial do Meio Ambiente, eu faço uma homenagem a este homem, este extraordinário cientista que habitou nosso planeta, e agora é poeira de estrela. Deixo aqui o trecho de um texto redigido por ele, para um dos episódios de “Cosmos”. Indiretamente trata sobre questões como guerras religiosas, consumismo e ignorância:

”E em nosso pequeno planeta, neste momento, nós enfrentamos um ponto crítico de nossa história: o que fazemos com o nosso mundo, agora, se propagará através dos séculos e afetará poderosamente o destino de nossos descendentes. Está bem dentro de nosso poder destruir nossa civilização e talvez a nossa espécie também. Se nos rendermos à superstição ou à ganância ou à estupidez poderíamos mergulhar nosso mundo em um tempo de escuridão mais profundo do que o tempo entre o colapso da civilização clássica e o renascimento italiano. Mas também somos capazes de usar nossa compaixão e nossa inteligência, nossa tecnologia e nossa riqueza para fazer uma vida abundante e significativa para cada habitante deste planeta. Para aumentar enormemente nossa compreensão sobre o Universo… e para nos levar para as estrelas.”

— No episódio ”Jornadas no Espaço e Tempo”, oitavo da série Cosmos: A Personal Voyage em 1980.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s